ARRAIÁ SOLIDÁRIO DA ASCAP, SÓ ALEGRIAS


MAIS DE 150 PESSOAS prestigiaram o Primeiro Arraiá Solidário promovido pela Ação Social Caminheiros de Antônio de Pádua (Ascap), no último dia 7. Foi uma festa plena de harmonia, muita alegria e boa música típica do período junino. O cardápio foi muito elogiado pelos participantes, que ficaram satisfeitos com a recepção e ao atendimento a todos dispensado pelo grupo de voluntários dedicados às atividades da instituição, além dos diretores.

Quase nada faltou no Arraiá Solidário. Entre os que muito se divertiram estavam as crianças. Espaço para que pudessem brincar à vontade também estava lá.  Em pouco tempo, os brindes da pescaria foram consumidos. Mas, em compensação, havia pipoca, algodão doce, bolos de diversos sabores. Aos adultos foram reservados um bom churrasquinho de carne, meio da asa de frango e linguiça, sem contar com o arroz carreteiro e a galinhada. Para quem saboreia um bom pastel, havia de queijo, de carne e o misto de queijo e carne. A tradicional cervejinha, refrigerante e água mineral não deixaram ninguém com sede. A festa ainda foi entremeada com bingos e sorteios de prendas.

VOLUNTARIADO
Pessoas que gostam de se doar nas horas vagas têm sido um grande suporte para os trabalhos da Ascap. “Os voluntários são gente que gostam de gente e, por amor ao próximo, auxiliam a Ascap em todas as ocasiões”, afirma a presidente, Andrea Bequiman. Além da confraternização entre convidados,amigos, familiares e voluntários, a festa objetivou arrecadar recursos para custear as atividades da instituição e fazer uma reserva para as obras de reforma das instalações.
O evento contou com a colaboração de pessoas e empresas, que têm sido solidárias e amigas na maioria das atividades promovidas pela Ascap. Elas compreendem a importância do trabalho social que vem sendo desenvolvido em favor de famílias que enfrentam extremas dificuldades, principalmente devido à crise econômica pela qual passa o país.

Hoje, a Ascap assiste a mais de 10 famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica, a maioria delas moradora do Setor Habitacional Sol Nascente. “Esse número tem variado muito nos 11 meses em que estamos na direção da Ascap, pois atendemos situações emergenciais, ou seja, pessoas que chegam desesperadas em busca de alimentos à instituição. Outras necessitam de uma ajuda emergencial porque o marido perdeu o emprego e a mulher também está desempregada”, explica Sandra Rita, diretora de Organização. Segundo ela, é necessário ter sempre alguma cesta para as situações inesperadas. “A fome não pode esperar”, acrescenta.

A única fonte de renda da instituição é um bazar de roupas usadas, recebidas em doação, cuja renda é destinada ao custeio das atividades desenvolvidas. Os valores arrecadados são insuficientes e inibem a possibilidade de atender a um número maior de pessoas. Embora haja uma demanda reprimida, a instituição, por dificuldades financeiras, não pode ampliar o número de beneficiários dos serviços que vem prestando desde setembro de 2017, quando a nova equipe foi eleita.

CAPACITAÇÃO

Mas a preocupação não é só oferecer alimentos. Hoje, a Ascap tem um leque de cursos voltados à capacitação de mulheres e jovens, a fim de que eles possam obter renda, enquanto não conseguem uma colocação no mercado de trabalho. A proposta é oferecer instrumentos para que reconquistem as condições de garantir o próprio sustento. Assim, a ampliação do espaço físico é uma necessidade urgente para que mais cursos e oficinas possam ser ministrados à comunidade, não só do Sol Nascente, mas também aos que vivem em outras regiões de Ceilândia. (Saiba mais sobre os cursos/oficinas no site https://ascapbsb.org)

Em meados de outubro do ano passado, a Ascap firmou parceria com o Comitê Nacional de Vítimas de Violência (Convive). Atualmente, as duas instituições estão construindo a oferta de mais dois serviços à comunidade: assistência social e acolhimento psicológico às pessoas vítimas de agressão. Este é mais um motivo que reforça a premente necessidade de ampliação do espaço da instituição. Os novos serviços exigem gabinetes adequados, com isolamento acústico para receber e tentar ajudar às vítimas das mais diferentes expressões de violência.


COMENTÁRIOS SOBRE O ARRAIÁ SOLIDÁRIO

“A nossa festa foi repleta de muita alegria, muito amor. Ver a felicidade no olhar de cada um foi simplesmente mágico, depois que nos permitimos ajudar a ascap, podemos sentir algo esplêndido, é uma emoção que não tem explicação. Sou grata a Deus e a espiritualidade por ter me permitido ter estado junto com todos os ascapianos, Juntos somos mais fortes.”
Sheila

Ficou tudo muito lindo, bem feito e bem organizado. Parabéns a todos que trabalharam para que esta festa acontecesse. Que Deus ilumine a todos. Parabéns!
Darlene

“Estava tudo ótimo. Parabéns a todos que se dedicaram e se esforçaram para essa primeira festa de muitas outras que virão.”
Creusa Lins

“Parabéns, equipe ASCAP. A festa julina estava divina. As comidas preparadas com muito capricho. A organização perfeita. A alegria contagiante. Espero ansiosa a próxima. Abraço fraterno a toda equipe.”
Zenaide Serpa

“Parabéns! Eu simplesmente amei tudo. Estava perfeito, lindo, agradável e tudo maravilhoso. Que Deus abençoe e prospere a força do projeto da Ascap.”
Fernando Figueiredo

ÁLBUM DA FESTA

Comentários

Postagens mais visitadas