Salmo 23 na versão da Umbanda


"Águas tranquilas de Nanã Buruquê"
O Salmo 23, também conhecido como Salmo de Davi, é uma dos mais populares entre as muitas preces que nos foram legadas pela Bíblia. Esse belo texto, que expressa a fé incondicional em Deus, ganhou uma versão na Umbanda. Assim, trazemos para o amigo e a amiga dos Caminheiros essa mensagem e desejamos que você, sob a proteção de Olorum, Oxalá e todos os Orixás, tenha uma semana radiante, cheia de alegria e realizações.

Salmo 23 [verão da Umbanda]

Oxalá é meu Pastor, nada me faltará!
Deitar-me faz nos verdes campos de Oxossi
Guia-me Pai Ogum mansamente
nas águas tranquilas de Nanã Buruquê
Refrigera minha alma Pai Obaluaê
Guia-me mãe Iansã pelas veredas da justiça de Pai Xangô
E ainda que eu ande pelo vale da sombra e
da morte de Omulú não temerei mal algum,
porque Zambi está comigo
Pois o cajado de Oxalá é meu guia na direita e na esquerda
Me consola mamãe Oxum
Prepara uma mesa cheia de vida para mim, oh mãe Iemanjá
Exú e Pomba Gira afaste de mim os inimigos da caminhada
Unge a minha coroa com o óleo consagrado de Olorum
E o meu cálice que é meu coração transborde
com a pureza de Ibejada
E certamente, a bondade e a misericórdia de Oxalá
estarão comigo por todos os dias de minha vida!

Salmo 23 [Salmo de Davi] 

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.
Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.
Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias.

Comentários

Postagens mais visitadas