Parceria pela paz

Ascap e Convive decidem instituir o Centro de Referência de Direitos Humanos Valéria de Velasco e selam compromisso para desenvolver ações de assistência social e apoio a famílias carentes e a vítimas de violência



Hoje (28/4), completam 11 dias do enterro do corpo de Valéria de Velasco, criadora do Comitê Nacional de Vítimas Violência (Convive), na década de 1990. Desde setembro do ano passado, ela coordenava, na Ação Social Caminheiros de Antônio de Pádua (Ascap), instalado no Setor O, de Ceilândia, as rodas de conversa com as famílias assistidas pela associação. A violência e como enfrentá-la foi tema constante em todos os encontros.
O acúmulo das reuniões não se perdeu. A disposição de manter vivo o Comitê foi compromisso reafirmado entre Marcelo Fernandes, representante do Convive, e a diretoria da Ascap, em encontro realizado hoje (28/4), na sede da associação. Ficou decidido também que, além do Comitê, será instituído o Centro de Referência de Direitos Humanos Valéria de Velasco, em homenagem a mulher que dedicou boa parte da sua vida à construção de uma cultura de paz. A proposta foi apresentada por Marcelo e acolhida pelos diretores da Ascap. Essa é mesma paz que a Ascap busca difundir entre as pessoas atendidas por meio de atitudes solidárias.
A atuação conjunta das duas instituições buscará assegurar assistência e apoio às vítimas de violência do Sol Nascente, bem como a outras pessoas afetadas pelas diferentes expressões  de agressão (física e psicológica). A partir da segunda semana de maio, a Ascap estará aberta, além dos sábados, durante dois dias na semana: terça e quinta-feira. Às terça-feiras, o atendimento ficará sob responsabilidade do Convive, por meio de Marcelo Fernandes, das 14 às 18h; e, às quintas-feiras, ficará a cargo da conselheira Salvelina, representante da Ascap, no mesmo horário.
Em 16 de maio, está previsto o início da Oficina de Produção, das 19h às 20h, sob a orientação do facilitador Marcelo Fernandes. As inscrições serão abertas  a partir deste domingo (29/4). Todas essas iniciativas são os primeiros passos de uma caminhada para o empoderamento de jovens e mulheres para que sejam protagonistas da construção de um cultura de paz nos núcleos em que vivem. Os desejos, sonhos e compromisso da Ascap e do Convive são convergentes.
Contamos com você e com todas as pessoas que têm convicção de que é possível, pela união solidária e fraterna, colaborar para um mundo melhor. A  semente plantada por Valéria será árvore frondosa, plena de flores e bons frutos. Vamos regar as sementes?

Participaram do encontro Marcelo Fernandes, pelo Convive, e pela Ascap, Andrea Bequiman, presidente; Sandra Rita, diretora de Organização; Salvelina Roldão, conselheira fiscal; e Rosane Garcia, secretária.

Comentários

creusa lins disse…
Onde a Valéria estiver ela estará sorrindo por esse importante passo para a consolidação dessas ações de amor. Parabéns a todos.

Postagens mais visitadas