Avança a construção do projeto com a Embrapa

Avança o processo de construção do projeto de desenvolvimento sustentável dos terreiros do Distrito Federal e Entorno, sob a coordenação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A proposta experimental contempla 12 instituições. Depois de uma série de entrevistas, elaboração de diagnóstico, considerando as principais necessidades e demandas das casas, ocorreram dois dias de oficina. O intuito foi alinhar o entendimento de todos e acertar que a base do projeto seria assentada nos fundamentos da agroecologia. Agora, a construção entra na reta final para a conclusão do projeto.

A equipe técnica da Embrapa tem orientado o trabalho levando em conta as peculiaridades e necessidades de cada uma das casas. Respeita sobretudo a diferentes formas de relacionamento e diálogo com o sagrado. Esse comportamento faz a toda a diferença. Os integrantes buscam aliar a técnica às demandas. Além da Embrapa, participam da discussão representantes da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF). O fechamento da proposta indicará a busca de outras parcerias.

A proposta em construção está dividida em quatro eixos. O primeiro trata da conservação da biodiversidade do cerrado nos terreiros e em áreas públicas. O segundo aborda segurança alimentar e experimentação agroecológica nos terreiros. O terceiro avança debate para a construção de uma rede de comércio solidário. Por último, o quarto eixo discutirá a gestão coletiva do projeto. Hoje, representantes das casas estão trabalhando no primeiro eixo. Até sexta-feira, os grupos discutirão os três restantes.

Comentários

Postagens mais visitadas