Simplicidade e emoção na Prece da Saudade

Na noite de domingo, a Prece da Saudade, em memória dos irmãos e das irmãs desencarnados, foi uma cerimônia simples, mas muito emocionante para os que estavam no Centro Espírita Caminheiros de Santo Antônio de Pádua no Dia de Finados.

Durante a celebração, uma homenagem aos que trabalharam arduamente para a construção e consolidação do Centro Espírita Caminheiros de Santo Antônio de Pádua, em especial à fundadora Antônia Lins, que deixou a todos esse enorme legado. É nesse espaço que, ao longo do ano, milhares de pessoas são atendidas em busca de um lenitivo para suas físicas e espirituais, e os adeptos da umbanda podem exercitar a prática religiosa.

Hoje, a obra de Antônia Lins é uma luz no caminho de muitos que, um dia, se viram perdidos em um cipoal de desajustes por motivos espirituais. Ao lado dela estavam Darcy de Aquino Ribeiro, José Vicente, Magdahil Carvalho de Noronha e vários outros irmãos. As irmãs Maria da Graça e Helenice que foram médiuns dedicadas.

A presidente e dirigente espiritual dos Caminheiros, Creusa Lins, citou dezenas de nomes que compunham a relação de parentes e amigos das pessoas presentes que já desencarnaram. A todos foi dedicada a prece para que Deus e a Espiritualidade Maior os amparem no mundo espiritual e os conduzam por caminhos de luz, paz, amor, flores  e evolução.

Comentários

Postagens mais visitadas