PARCEIRO NA SOLIDARIEDADE

PARCEIRO NA SOLIDARIEDADE
Campanha para o Natal — clique na imagem

Novembro Azul: tempo de prevenir o câncer de próstata


Hoje, em lugar do rosa, o Congresso Nacional (foto)  será tomado pelo azul. É o início da campanha de conscientização sobre o câncer de próstata, idealizada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a doença acomete um a cada seis homens no Brasil. As estimativas mostram que 69 mil novos casos deverão ser diagnosticados somente em 2014 no país, um a cada 7,6 minutos. E o pior é que cerca de 13 mil brasileiros vão morrer em decorrência da doença, o que significa um óbito a cada 40 minutos.

Outubro deixou de ser apenas um mês do ano. Ganhou cor e causa. Passou a ser rosa e se tornou uma referência de alerta para o câncer de mama, que vitima milhares de mulheres, todos os anos, no Brasil e no mundo. Novembro acompanhou o exemplo de outubro. Este mês é azul e sinal de advertência para os homens. Se o câncer de mama é uma grande preocupação no universo feminino, o câncer de próstata virou uma tragédia entre os homens.
 A maioria deles não busca regularmente os serviços de saúde. Trata-se de uma falha cultural, que incutiu no consciente coletivo de que homens são fortes, invulneráveis. Fizeram a crueldade de associar à perda da masculinidade o toque retal, essencial ao diagnóstico do câncer de próstata. Puro sofisma. Os exames clínicos (toque retal) e laboratorias (de sangue) são complementares para evitar que o câncer avance no organismo masculino.

Assim como a mulher precisa ir ao ginecologista regularmente, para prevenir o câncer de útero, de mama e outras doenças letais, o homem necessita, principalmente a partir dos 45 anos, ir ao urologista para avaliar o seu estado geral, sobretudo do aparelho reprodutor. Esse é melhor jeito de preservar a sexualidade. Ser homem é não ter preconceito.

Os homens negros são os mais suscetíveis ao câncer de próstata. Contribuem para a doença, entre outros fatores, o sedentarismo, a obesidade e uma alimentação inadequada, na qual é grande a ingestão de carnes e pequena a de frutas, verduras e legumes.

O Fórum Religioso Permanente Afrobrasileiro do DF e Entorno (Foafro) encampou a campanha do Novembro Azul, da mesma forma que fez em relação ao Outubro Rosa, para conscientizar os homens do axé a fazerem a prevenção do câncer de prósttda. A iniciativa merece o apoio dos Caminheiros de Santo Antônio de Pádua, que recomenda o mesmo para todos os irmãos e irmãs de fé.

Clique na imagem para ampliá-la

Comentários

PARCEIROS NA SOLIDARIEDADE

PARCEIROS NA SOLIDARIEDADE
clique na imagem para abrir o link

Postagens mais visitadas