Salve São João. Salve Xangô Agodô

Hoje, 24 de junho, é Dia de São João. Na maioria das regiões, mas principalmente no Nordeste, a festa começou ontem (23/6) com muitas fogueiras e comidas e bebidas típicas ― quentão, batata-doce assada na brasa, tapioca, canjica, bolo de milho, pa monha e muitas outras iguarias. Na Umbanda, pelo sincretismo, hoje é dia de Xangô Agodô, aquele que comanda um legião de caboclos que trabalham nas pedras que estão dentro dos rios, nos seixos rolados, nas pedras iniciática e batismal.

No dia 29 próximo, homenageamos São Pedro ou Xangô Alufan, que está à frente da legião trabalha nas pedras dos rios, dos mares, cachoeiras, lagos e fontes. Ele é considerado o protetor dos pescadores e responsável pela diretriz dos desencarnados, pois possuem as chaves do céu. Vibra nas cores branca e marrom, simbolizando a água e a pedra. Aceita obrigações em todas as pedras que estejam em contato com a água.

Na mesma data (29/6), se rende homenagens a São Paulo ou Xangô Alafim. Esta legião trabalha nas pedras solitárias dos caminhos ou das matas que servem de assento a viajantes ou caçadores cansados, como os convidando à meditação que leva a sabedoria na busca de soluções para os impasses da vida. Suas vibrações auxiliam oradores, intelectuais, juristas e juízes, pois defendem integralmente a pureza moral. Aceitam obrigações nas pedras solitárias e suas cores vibratórias são o marrom e branco, o material utilizado e semelhante ao de Xangô Kaô.

Comentários

Postagens mais visitadas