Arcebispo do Rio alia-se às religiões afro-brasileiras contra a intolerância

Dom Orani Tempesta e Ivanir dos Santos, juntos contra os ataques às religiões de matriz africana
Rio de Janeiro (11/6) -Nesta quarta-feira (11), o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, confirmou, em reunião com representantes da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) que a Igreja Católica entrará como 'Amicus Curiae' na ação do Ministério Público Federal (MPF) , que pede a retirada de 16 vídeos com conteúdo depreciativo em relação às religiões afro-brasileiras. O encontro contou com a presença de representantes da Umbanda, Candomblé Islamismo e Judaísmo, e aconteceu na residência oficial do cardeal, na Glória.

Ivanir dos Santos comentou que a participação da Igreja Católica é fundamental, classificando como uma expressão de aliança e respeito. "O trabalho que estamos fazendo está tendo um alcance para a sociedade. E Dom Orani compreendeu a importância desse diálogo.Já entraram no processo a Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (Fierj) e o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), e tivemos um diálogo com a Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro (SBMRJ), que também acompanhará", esclareceu o interlocutor da Comissão, que afirma ser saudável a discussão.

"Mostraremos que é um debate sério, que queremos impedir o desrespeito, a perseguição e ódio. O apoio  das outras religiões é importante para todos nós. Quem ganha é a sociedade brasileira. Quase todas as religiões sofrem preconceito. Precisamos aperfeiçoar um novo debate sobre a democracia. A umbanda e o candomblé não podem ser vilipendiados. O debate no judiciário será muito relevante", defendeu.
Fonte: Jornal do Brasil

Comentários

creusa lins disse…
Inacreditável essa atitude da Igreja Católica. Isto me parece ser milagre de Francisco. Apesar de acreditar que nem todos acompanharão essa iniciativa de Dom Orani Tempesta, é muito gratificante o passo dado rumo à harmonia da fé e do amor ao próximo, em nosso querido Brasil cujo povo não merece tanta desunião e o uso do nome de Deus para fins obscuros. Parabéns para os irmãos de fé que saem em defesa da Umbanda e do Candomblé.

Postagens mais visitadas