21 de janeiro: Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa


Comunidades de terreiro promovem eventos em defesa da diversidade religiosa e do Estado laico

Os movimentos sociais e religiosos de cada unidade da Federação, a seu modo, estão empenhados em marcar posição no próximo neste 21 de janeiro — Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. Na Bahia, está prevista uma palestra sobre o tema no Espaço Cultura da Câmara, uma iniciativa da Secretaria Municipal da Reparação e do Conselho Municipal das Comunidades Negras, que reunirá um padre, um pastor e um ogã. O encontro será direcionados aos profissionais da saúde, da educação e da limpeza, com foco na importância do respeito à liberdade religiosa, como meio de garantir uma convivência harmoniosa diante de tantas diferenças.

No Rio Grande do Sul, os povos de terreiros vão comemorar a data com a 5ª Marcha Estadual pela Vida e Liberdade Religiosa no RS. Como na Bahia, os gaúchos, por meio de projeto de lei, instituíram o Dia Municipal de Combate à Intolerância Religiosa. O gtema

No Rio de Janeiro, as atividades alusivas à data começaram no último dia 10, com o penúltimo seminário Caminhos para a Liberdade Religiosa, cujo tema foi “Laicidade e Estado”, promovido pela Comissão de Combate à Intolerância Reliogiosa (CCIR), na Universidade Unigranrio, da Lapa. No próximo dia 21,  celebrações interreligiosas, debates e apresentações culturais vão compor uma grande tenda em comemoração à diversidade. O evento, promovido pela CCIR, está marcado para começar às 9h, na Cinelândia e terá como temo “Cantando a gente se entende”.

Comentários

Postagens mais visitadas