Ato em defesa das comunidades tradicionais de terreiro

Ato da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Povos Tradicionais
de Terreiro e dirigentes de casas religiosas do DF e Entorno
(foto: gabinete da deputado Érika Kokay/internet)

Brasília - A deputada federal Erika Kokay (DF) coordenou um manifesto pela tolerância e o lançamento do site da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Povos Tradicionais de Terreiro. O ato, realizado nessa quinta-feira (2), na Câmara dos Deputados, reuniu deputados e vários líderes religiosos de centros de terreiro. Erika é integrante da frente, que foi lançada ano passado para "fazer uma interlocução entre o Poder Público e esses povos, para garantir o direito básico de liberdade de culto", como destacou a parlamentar.

Erika foi elogiada por colegas da Casa. "Erika Kokay é uma parlamentar necessária para a Câmara. Ela está à frente de trabalhos que muitos não têm coragem de executar. Parabéns por todas as suas ações em defesa dos desfavorecidos, principalmente por este ato de manifesto realizado hoje (quinta-feira)", declarou o deputado Amauri Teixeira (BA).

Um dos integrantes da frente parlamentar, o deputado Valmir Assunção (BA) explicou que a ideia é chamar a atenção de todos, parlamentares e população, para essas comunidades, que segundo ele têm sido obrigadas a se esconder ao longo dos anos para fugir do preconceito. "Temos no Brasil povos invisíveis, por isso, nós, deputados, devemos trabalhar cada vez mais para fazer um trabalho que contribua com as manifestações culturais dos povos tradicionais", salientou. Valmir também destacou a importância do trabalho de Erika Kokay. "Deputada guerreira, lutadora e convicta de seu papel dentro da Casa, Erika merece reconhecimento por este belo trabalho", finalizou.

Interlocução

Durante o evento, o líder Tata Gunzetala, do terreiro de Candomblé de Águas Lindas (GO), Entorno, leu o manifesto da frente. Em consonância, Kokay afirmou que o objetivo da frente é criar um canal de interlocução entre as populações dos terreiros e o Congresso Nacional, facilitando assim o encaminhamento de denúncias de intolerância religiosa e de violações dos direitos humanos "as quais, infelizmente, esta população ainda se encontra submetida", completou a deputada.

A Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Povos Tradicionais de Terreiro irá trabalhar pela defesa da religiosidade tradicional do povo negro do Brasil, que representa um bem cultural e artístico de valor inestimável para toda a população do país.

"Nós precisamos discutir a cultura e a tradicionalidade, porque não é só religiosidade que os terreiros pregam. São comunidades tradicionais que carregam a nossa própria história e, ainda, realizam ações de assistência à comunidade. Não defendemos somente a religião, mas sim a democracia brasileira, a nossa brasilidade. Esse país, em se tratando de cultura, deve muito aos terreiros. Por isso, queremos dialogar com o (Poder) Executivo para criação de políticas públicas e fundiárias", afirmou Erika Kokay.

Além dos religiosos, participaram do ato os deputados Amauri Teixeira (BA), Valmir Assunção (BA), Luiz Alberto (BA), Janete Pietá (SP), Vicentinho (SP), Erika Kokay (DF); o subsecretário de Políticas para ComunidadesTradicionais da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, Nilo Nogueira, e o representante da Secretaria de Igualdade Racial do DF, Joel Santos.

O site lançado servirá de apoio para as comunidades de terreiro divulgar, denunciar e se informar das ações da frente. Acesse: http://www.frenteemdefesadosterreiros.com.br/


Fonte: Ascom Gabinete da deputada Érika Kokay | Jornalista Raquel Coelho

Comentários

Anônimo disse…
Parabéns aos nobres deputados, em especial à Deputada Érica Kokay pela justa iniciativa. Nós estamos um pouco assustados com essa oportunidade, mas aos poucos iremos nos organizando para lutar, juntamente com os nossos representantes por maior respeito às nossas crenças e raízes. Obrigada senhores Parlamentares.
Anônimo disse…
É uma iniciativa de grande valia, pois estamos vivendo um momento muito delicado na questão da tolerância. Quando vemos iniciativas como essa nos enche de esperança e nos dá a certeza de que não estamos só. Parabéns a todos os membros dessa frente.
Tata Ngunza disse…
Muito bom. Esperamos maior compromisso com a diversidade

Postagens mais visitadas