PARCEIRO NA SOLIDARIEDADE

PARCEIRO NA SOLIDARIEDADE
Campanha para o Natal — clique na imagem

Uma visão de um século de Umbanda


Artigo

Por Pablo Araújo de Carvalho

A Umbanda no seu centenário de concretização no plano material como religião, adentra nesse século XXI como destaque na abertura de novos conhecimentos que tende a enriquece-la e renova-la cada vez mais como religião fundamentada.

Esse derramamento de pessoas ligadas ao culto como sacerdotes e médiuns que estão cada vez mais interessados pelo estudo teórico da religião, marca-a nesse centenário como o inicio didático da religião.

Muitos são os canais e linhas de mentores que hora inspira algo ao seu médium, desde uma simples mensagem até obras magníficas com relação ao estudo da Umbanda como um todo.

Algo que marca profundamente de forma positiva é a Umbanda ser a Religião mais tolerante com relação a preconceitos enraizados na seara religiosa. Na Umbanda não se tem qualquer tipo de preconceito ao homossexualismo, a pessoas que professam outra religião e não se vê nem por parte do corpo mediúnico ou por parte dos guias espirituais o proselitismo ou a conversão através da força, pelo contrário, na Umbanda semeia-se que a casa de Deus tem muitas moradas e que são as religiões e que todas são ótimas condutoras e reformadoras do nosso íntimo e que cada ser humano deve tornar-se adepto da qual mais lhe aprouver ou estiver em acordo com sua natureza intima.

A Umbanda converte seus fiéis através de uma palavra de fé, amor e caridade, vendo todos como grande elo de uma mesma corrente evolucionista e que a porta da religião é aberta a todos que esteja disposto a ajudar seu próximo com o melhor que tem em sí e que é a sua fé e seu amor.

Hoje muitos já falam de Umbanda, e daqui a mil anos continuarão a falar de Umbanda, pois sua fonte é inesgotável e há espaço no culto a todos que queiram representa-la através da escrita com o que ela tem de melhor.

Muitos chegaram próximo de parte do conhecimento do “UM” outros passaram longe ao verdadeiro propósito do “UM” mas inegavelmente todos se esforçaram para dar sua contribuição a religião.

A Umbanda se firma como uma religião carismática, tolerante, amorosa e como uma mãe divina sempre disposta a acolher-nos, pois as divindades de Deus , os Sagrados Orixás, sabem que somos centelhas divinas e como um cardume que se perdeu do seu grupo, estamos querendo retornar ao nosso Genitor Divino, mas retornarmos já despertos em consciência para sermos uma parte da exteriorização dele e representa-lo com fé amor e vida.

A Umbanda , Ela sim vitima de tantos preconceitos de suas irmãs que são as religiões cristã e vertentes dela, segue um mandamento maior do Cristo Jesus que é “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.

Mas a Umbanda segue em frente crescendo e se multiplicando, e segue caminhando com passos lentos, mas firmes como de um Preto-Velho que mesmo sofrendo o cativo e o preconceito, seguia adiante perdoando e perseverando com sua imensa tolerância, sabedoria, fé, amor e resignação.

A Umbanda é muito mais do que eu possa sintetizar em um papel, é muito mais que todo o preconceito que ela sofre, e como religião Ela tem o fundamental que é o respeito por todas as formas de cultuar a Deus. Que venham todos, pois a Religião de Umbanda esta aberta a todos que queiram encontrar de forma natural o elo de sua corrente perdida.

SARAVÁ UMBANDA


Fonte:
http://www.webartigos.com/articles/57592/1/UMA-VISAO-DE-UM-SECULO-DE-UMBANDA/pagina1.html#ixzz1D0jhpvL8
http://www.webartigos.com/

Comentários

PARCEIROS NA SOLIDARIEDADE

PARCEIROS NA SOLIDARIEDADE
clique na imagem para abrir o link

Postagens mais visitadas