Pelas vítimas das enchentes


Os Caminheiros de Santo Antônio de Pádua pedem a todos os irmãos e irmãs que, em suas orações, elevem seus pensamentos e roguem a Deus e à Espiritualidade Maior pelas centenas de vítimas das enchentes que ocorrem no Rio de Janeiro e em São Paulo. Famílias inteiras foram destruídas. Como entender os desígnios de Deus? Porém, sabemos que a dor pela perda de um ente querido é imensurável e somente Ele, em sua infinita bondade, é capaz de dar o alento e o consolo necessários a todos que sofrem nesse momento em que sucessivas tragédias ganham proporções inimagináveis. Somente Deus, pela ação bondosa da Espiritualidade Maior, pode acolher os irmãos e irmãs que desencarnaram e dar-lhes a compreensão por essa passagem, que nos parece, tão brutal.

Ao mesmo tempo em que são solidários a todas as vítimas dessa tragédia, os Caminheiros agradecem a Deus pelas vidas que foram salvas, pelas expressões de generosidade daqueles que as acolhem e, sem medir esforços, buscam resgatar os irmãos soterrados em um cenário de destruição imensurável.
Que a paz de Oxalá possa cobrir todos, dando-lhes forças e saúde para a reconstrução da vida, diante do trama que enfrentam.

A tragédia
Hoje, pela manhã, os veículos de comunicação informavam que, apenas na região serrana do Rio de Janeiro, 365 pessoas morreram em razão dos temporais que arrazaram as cidades. Mas há a suspeita de que esse número possa ser bem maior. Centenas de pessoas ainda buscam por parentes que estão desaparecidos.

Comentários

Postagens mais visitadas