Estudo: Desobsessão


Uma semana atrás, o segundo grupo de estudos dos Caminheiros de Santo Antônio de Pádua apresentou o trabalho sobre “obsessão”. Um tema complexo, que inspira dúvidas e, ao mesmo tempo, quando bem compreendido, ajuda a entender o comportamento de algumas pessoas diante das outras e dos diferentes fatos que ocorrem na vida. Para a produção do trabalho os irmãos contaram com contribuição do irmão Juarez, que professa o kardecismo, e se socorreram dos ensinamentos da escritora Suely Caldas Schubert e de outros autores que serão conhecidos ao longo do texto. Abaixo um trecho do estudo, cuja íntegra poderá ser conhecida no site dos Caminheiros de Santo Antônio de Pádua (clique no link abaixo) http://www.caminheirosbsb.com.br/Web/DetalheEnsinamento.aspx?idEnsinamento=16 .

DESOBSESSÃO
Desobsessão é o nome que se dá ao tratamento de pessoas que estejam sofrendo de prejudicial interferência espiritual, encarnados ou desencarnados, chamada comumente de obsessão.
A cura da obsessão baseia-se na conscientização do enfermo e do espírito agressor, pois o paciente é o agente da própria cura.
Importante ressaltar, que não existem demônios, ou seja, espíritos dedicados eternamente ao mal, e sim, espíritos simples e ignorantes que se encontram em grau diferente de evolução.
A desobsessão tem suas raízes históricas nos trabalhos de exorcismo, onde o procedimento religioso consistia na pura "expulsão" de demônios. Já na desobsessão o afastamento puro e simples do obsessor não existe, pois requer a conscientização, tanto do encarnado como do desencarnado. O tratamento é realizado com as duas partes envolvidas no processo: o obsidiado e o obsessor.
Jesus sempre alertou a todos que não tornassem a pecar. Ele sempre dizia isso, quando afastava espíritos que perturbavam as pessoas, as alertando com relação à própria vigilância, ou seja – Orai e Vigiai. Com base nesse ensinamento, parte importante do tratamento de desobsessão consiste na reforma íntima do obsidiado e daqueles que lhe são próximos, sendo todos orientados a rever seus conceitos de vida, seus hábitos e valores morais.
Para isso é fundamental o esclarecimento através do estudo e a constante renovação interior, por intermédio do controle do pensamento e das ações. O melhor é evitá-la, e o caminho é o autoconhecimento.
Através do exercício constante da análise de si mesmo, o ser humano passa a se conhecer, colocando parâmetros entre o que pode e o que não pode realizar. Com isso passa a perceber as induções mentais que não se coadunam com seu modo natural de ser. Quando se conhece, se vigia, não aceitando idéias diferentes das suas. Vivendo de acordo com o ensino de Jesus – Orai e Vigiai.
Paulo de Tarso diz: "Tudo me é possível, mas nem tudo me é permitido". Nos alerta através dessas palavras que tudo podemos fazer com o nosso livre arbítrio, mas nem tudo que fazemos se reverterá em nosso proveito espiritual. A sabedoria do espírito é saber discernir entre o que traz felicidade momentânea ou a felicidade eterna. A opção da escolha é sua, não podendo a ninguém imputar culpa posterior.
O Centro é importante para o tratamento da obsessão. O seu ambiente é impregnado de fluidos salutares que influi positivamente na reforma moral tanto do desencarnado como do encarnado. Além disso, os Espíritos de Luz, que ali se encontram presentes, encaminham os necessitados para os Hospitais e Escolas do Astral, esclarecendo-os de sua real situação e orientando-os a mudarem suas atitudes, buscando um caminho mais saudável.

Comentários

Postagens mais visitadas