Líderes religiosos vão à Conferência Nacional de Segurança Pública

Começa quinta-feira (27/8), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, a 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública, promovida pelo Ministério da Justiça.Pela primeira vez, diferentes setores organizados da sociedade brasileira poderão opinar na formulação da política pública de segurança.

Durante o 2º Seminário sobre Intolerância Religiosa e Políticas Públicas, realizado em Brasília, dia 12 último, dirigentes de terreiros umbandistas e candomblecistas decidiram fazer uma grande manifestação na abertura da conferência. A intenção é chamar a atenção das autoridades e da sociedade para a onda de violência contra os praticantes das religiões de matriz africana patrocinada pelos adeptos dos cultos neopentecostais.

A ação vândala dos evangélicos, que já destruiu centenas de terreiros de umbanda e candomblé na maioria dos estados, foi formalmente denunciada à Comissão de Direitos Humanos, em julho último, durante a Conferência Nacional pela Promoção da Igualdade Racial e também ao Congresso Nacional.No documento, os líderes religiosos apontaram os seguidores da Igreja Universal do Reino de Deus e outras congêneres pelo avanço da intolerância religiosa no Brasil.

Agora, mais uma vez, os líderes religiosos prometem alardear o desrespeito contra as religiões afro-descendentes e seus praticantes e exigir que a futura política de segurança pública tire da gaveta os dispositivos legais que asseguram a liberdade religiosa no Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas