PARCEIRO NA SOLIDARIEDADE

PARCEIRO NA SOLIDARIEDADE
Campanha para o Natal — clique na imagem

Juiz tira foto e flagra espírito

Juiz tirou uma foto dele e flagrou um espírito atrás. Impressionante!Foto revela momento em que José Olindo flagrou uma pessoa que já morreu; imagem é autêntica

Piauí ­­­- Desde meados de 2005, o juiz José Olindo Gil Barbosa, titular do Juizado Especial de Altos e da 32ª Zona Eleitoral, vive um drama sem precedentes em sua existência. Prejudicado por uma inflamação neural, ele simplesmente não consegue firmar-se e, para andar, depende do auxílio de duas bengalas canadenses.
O problema alterou completamente a rotina do magistrado, que antes de assumir as pequenas causas da comarca de Altos passou por Landri Sales, Manoel Emídio, Angical e Oeiras. Sem controle sobre os movimentos das pernas, já não pode dirigir. Para algumas atividades, depende do auxílio de outras pessoas.
“Foi uma situação totalmente inesperada”, desabafa. “Nunca, em minha vida, imaginei passar por tamanha provação”. Olindo, como é mais conhecido na magistratura, é adepto da doutrina kardecista. Depois de ser acometido pela estranha doença, ele visitou os mais renomados especialistas do país e faz mensalmente tratamento no Hospital Sarah Kubitschek, em Brasília (DF).
Curiosamente, foi no espiritismo que ele julga ter encontrado maior alento para o seu drama. “Algumas coisas aconteceram desde então para reforçar minhas convicções”, afirma. Em fevereiro de 2006, por volta das 23h, estava em sua residência, no bairro Tranqueira, assistindo pela tevê ao show dos Rolling Stones, no Rio de Janeiro, quando sentiu uma presença invisível.

EXPERIÊNCIA ESPÍRITA
“Estava sozinho em casa, deitado no quarto, assistindo à televisão, num estado de semi-consciência, quando senti duas mãos massagearem fortemente as minhas pernas”, conta ele, acrescentando que Ângela, a esposa, não se encontrava na residência. Os filhos e os auxiliares também estavam ausentes.
Foi a primeira experiência espiritual no período da doença. Outras se sucederiam. Após todas elas, garante substancial melhoria no quadro de saúde. Passou a se corresponder, então, com entidades espíritas de todo o Brasil, tendo recebido orientação de que precisa desenvolver sua vocação mediúnica.

MOMENTO DA FOTO MISTERIOSA
A experiência mais inusitada, contudo, estava por vir. No começo deste ano, depois de ser visitado várias vezes por seres do mundo invisível, ele estava numa clínica, para exames e tratamento fisioterápico. Enquanto esperava, tirou algumas fotos do ambiente e de si próprio, usando para isso o aparelho celular.
Qual não foi o seu espanto quando viu surgir, atrás de si, numa das fotos, um rosto contrito de mulher. Ela estava olhando para o teto, em sinal de súplica, e aparece exatamente atrás do ombro direito do juiz. Ele garante que não havia ninguém no corredor junto com ele. “Olhei para todos os lados e não vi ninguém. Não havia espaço para alguém desaparecer tão rápido naquele corredor comprido e deserto”, enfatiza.

IMAGEM FOI PERICIADA E É AUTÊNTICA
As próprias funcionárias do estabelecimento se apressaram em reconhecer na fotografia o rosto de uma senhora já falecida, mãe de uma das médicas que ali trabalham. O assunto vem sendo repetidamente debatido entre espíritas e céticos. Há discordância quanto à autenticidade da foto, mas ninguém duvida de que a mulher que ali aparece já não está entre nós e que Olindo nunca teve com ela qualquer contato quando era viva.
A imagem foi periciada e é autêntica. O perito Vital Araújo afirma em laudo de 18 páginas que se trata de um fenômeno sobrenatural. “A ciência não explica.”

Comentários

Anônimo disse…
Algumas ponderações devem ser levadas em questão:

1) Quem apresenta o fato é uma pessoa com interesse em divulgar á doutrina espírita, logo, está em suspeição, é suspeito para se pronunciar.
2) O fato é que trata-se de uma matéria inteligente, pois não foi em cemitério, ou durante uma cirurgia com a presença de enfermeiros e médicos na sala.
3) Por qual motivo este juiz tirou diversas fotos da clínica e de si mesmo...
4) O ambiente é espelhado...
5) Como tem certeza este juiz de que ali não passara uma pessoa no momento em que fora tirada essa foto...
6)A doutrina é defendida agora por um juiz para que ninguém o chame de farsante, haja visto tratar-se de um juiz.

SOBRETUDO: EU NÃO ACREDITO!

PARCEIROS NA SOLIDARIEDADE

PARCEIROS NA SOLIDARIEDADE
clique na imagem para abrir o link

Postagens mais visitadas