Fluídos espirituais

A qualificação de fluidos espirituais não é rigorosamente exata, pois que, em definitivo, se trata sempre de matéria mais ou menos quintessenciada. Nada há de realmente espiritual senão a alma ou princípio inteligente. Eles são assim designados por comparação, e, sobretudo em razão de sua afinidade com espíritos.

Apesar de advertência de Kardec que transcrevemos acima, costuma-se agrupar, sob titulo de fluidos espirituais, os fluidos emitidos pelos espíritos e característicos do mundo espiritual, todos eles originados, em última análise, a partir do fluido cósmico universal.
Os fluidos espirituais podem ser produzidos por qualquer entidade espiritual, mesmo que encarnada.

Assim cada um de nós está continuamente emitindo vários tipos diferentes de fluidos para o ambiente que nos envolve, sempre caracterizados pelos nossos pensamentos e sentimentos.
Os fluidos espirituais podem, portanto, ser de ódio, de inveja, de ciúme, de prepotência, de orgulho, de amor, de simpatia, de pena,... E, por sua vez, podem agir sobre outras pessoas com efeitos irritantes, excitantes, tônicos, soporíferas, calmantes, reparadores...

Os espíritos utilizam combinações fluídicas (energéticas) , associando fluidos que lhes são próprios, com os fluidos animalizados do médium, e ainda outros fluidos da natureza, e atuam no mundo material, manifestando-se.

Comentários

Postagens mais visitadas